Total de visualizações de página

terça-feira, 30 de junho de 2009

Pensamento do dia...


"Não faças da tua vida um rascunho.
Poderás não ter tempo de passá-la a limpo."

Mário Quintana

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Oficina

No dia 24 de junho foi realizada a 1ª Oficina com os professores do CEF 08 do Guará no laboratório de informática da instituição. Os professores das séries iniciais (vespertino) discutiram sobre as diversas possibilidades de utilização do correio eletrônico nas atividades escolares, bem como sobre a elaboração de textos colaborativos por meio do correio eletrônico.

Festa Junina


O mês de Junho é caracterizado por danças, comidas típicas, bandeirinhas, além das peculiaridades de cada região. É a festa junina, que se inicia no dia 12 de Junho, véspera do Dia de Santo Antônio e encerra no dia 29, dia de São Pedro. O ponto mais elevado da festa ocorre entre os dias 23 e 24, o Dia de São João. Durante os festejos acontecem as quadrilhas, os forrós, leilões, bingos e os casamentos caipiras.

A tradição de comemorar o dia de São João veio de Portugal, onde as festas são conhecidas pelo nome de Santos Populares e correspondem a diversos feriados municipais: Santo Antônio, em Lisboa; São Pedro, no Seixal; São João, no Porto, em Braga e em Almada.

O nome “junina” é devido à sua procedência de países europeus cristianizados. Os portugueses foram os responsáveis por trazê-la ao Brasil, e logo foi inserida aos costumes das populações indígenas e afro-brasileiras.

A festa de São João brasileira é típica da Região Nordeste. Em Campina Grande, na Paraíba, a festa junina atrai milhares de pessoas. A canjica e a pamonha são comidas tradicionais da festa na região, devido à época ser propícia para a colheita do milho. O lugar onde ocorrem os festejos juninos é chamado de arraial, um espaço ao ar livre cercado ou não, e onde há barracas ou um galpão adaptado para a festa.

As festas de São João são ainda comemoradas em alguns países europeus católicos, protestantes e ortodoxos. Em algumas festas européias de São João são realizadas a fogueira de São João e a celebração de casamentos reais ou encenados, semelhantes ao casamento fictício que é um costume no baile da quadrilha nordestina.

Por Patrícia Lopes

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Dia do Cinema Brasileiro


O dia 19 de junho tornou-se o dia de comemoração pelo renascimento do cinema brasileiro, por este ter passado a apresentar, nos últimos anos, produções de maior qualidade.

O surgimento do cinema se deu a partir da ideia do homem em dar vida às imagens. O belga Plateau criou o Phénakistiscope (1832), em seguida, o inglês Horner criou o Zootrope (1834), aparelhos que davam movimentos aos desenhos. Mas os primeiros desenhos animados surgiram criados pelo francês Èmile Reynaud, através de um aparelho de nome praxinoscópio.

Em 1880 tivemos os primeiros aperfeiçoamentos nas películas de celuloide, possibilitando que se chegassem aos filmes.

Somente em 1890 que um americano inventou o Kinescópio e o apresentou numa feira internacional em Chicago. O aparelho era uma caixa contendo uma lupa, por onde o público via as imagens ampliadas, assim surgiram os primeiros curtas-metragens.

Porém, os irmãos Lumière foram os criadores oficiais do cinema, em 1895. Aproveitando aparelhos de outros inventores, fizeram a reprodução através do cinematógrafo, um aparelho de projeção, conseguindo realizar a primeira sessão de cinema em Paris.

No dia 08 de julho de 1896, aconteceu no Rio de Janeiro a primeira projeção pública dos irmãos Lumière, pelo omniógrapho, o sucesso da mesma fez com que o empresário Pascoal Segreto inaugurasse a primeira sala do Brasil.

O cinema brasileiro nasceu quando Afonso Segreto chegou à Baía de Guanabara e registrou as imagens do local. A partir daí os irmãos Segreto registraram os principais acontecimentos cívicos e festivos do país, através de uma câmera Lumière, ficando como os únicos produtores brasileiros até 1903.

Aos poucos as imagens foram sendo feitas em outras regiões do Brasil, como em São Paulo, e o cinema nacional tomando suas primeiras dimensões, e passou a projetar os primeiros documentários.

A primeira companhia de cinema brasileira foi fundada somente em 29 de janeiro de 1911, distribuindo salas de cinema por todo o país, além de reproduzir fitas do cinema estrangeiro. Com isso, atores brasileiros ficaram desempregados e o cinema nacional perdeu espaço, entrando em decadência. A hegemonia do cinema americano que se destacou como o melhor do mundo.

Somente nos anos trinta, época da Primeira Guerra Mundial, Adhemar Gonzaga instalou o primeiro estúdio de cinema no Rio de Janeiro, a Cinédia. A partir daí, iniciou-se as produções dos dramas e comédias musicais brasileiras.

As chanchadas surgiram no ano de 1941, através da produtora Atlântica, tendo Carlos Manga como um dos principais cineastas. Depois o estúdio Vera Cruz revelou o filme de Lima Barreto, que acabou premiado no Festival de Cannes, “O Cangaceiro”.

Dentre os principais, tivemos Mazzaropi, que montou sua produtora em 1963, projetando filmes de um caipira muito engraçado; Glauber Rocha aparece com o filme “Deus e o Diabo na Terra do Sol” e o filme “Macunaíma”, de Joaquim Pedro de Andrade.

O governo brasileiro criou a Embrafilmes, empresa que financiava recursos para a produção do cinema nacional, mas em vinte anos de existência a mesma passou por sérias dificuldades financeiras, deixando de cumprir com seu propósito. Somente em 1993 foi que a nova lei de audiovisual trouxe novas expectativas para o cinema do Brasil.

Diretores como Carla Camuratti, Murilo Salles e Fábio Barreto ficaram internacionalmente conhecidos e a partir daí tivemos várias produções que, inclusive, receberam indicações para o Oscar, maior premiação cinematográfica do mundo.

O cinema brasileiro cresceu muito e tornou-se mundialmente conhecido e respeitado, com as produções “Cidade de Deus”, “Bicho de Sete Cabeças”, “Lisbela e o Prisioneiro”, “O Homem que Copiava”, dentre outros.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

sexta-feira, 12 de junho de 2009

REUNIÃO PEDAGÓGICA

No dia 12 de junho foi realizada a Reunião Pedagógica Bimestral com a participação de todos os funcionários do CEF 08.Foi um momento de confraternização e descontração. As colegas Kândrila e Gilmara nos ensinaram uma música do Jota Quest em libras. Simplesmente demais!

sexta-feira, 5 de junho de 2009

Dia do meio ambiente




No dia 05 de junho comemora-se o dia do meio ambiente.

A criação da data foi em 1972, em virtude de um encontro promovido pela ONU (Organização das Nações Unidas), a fim de tratar assuntos ambientais, que englobam o planeta, mais conhecido como conferência das Nações Unidas.

A conferência reuniu 113 países, além de 250 organizações não governamentais, onde a pauta principal abordava a degradação que o homem tem causado ao meio ambiente e os riscos para sua sobrevivência, onde a diversidade biológica deveria ser preservada acima de qualquer possibilidade.

Nessa reunião, criaram-se vários documentos relacionados às questões ambientais, bem como um plano para traçar as ações da humanidade e dos governantes diante do problema.

A importância da data é devido às discussões que se abrem sobre a poluição do ar, do solo e da água; desmatamento; diminuição da biodiversidade e da água potável ao consumo humano, destruição da camada de ozônio, destruição das espécies vegetais e das florestas, extinção de animais, dentre outros.

A partir de 1974, o Brasil iniciou um trabalho de preservação ambiental, através da secretaria especial do meio ambiente, para levar à população informações acerca das responsabilidades de cada um diante da natureza.

Mas em face da vida moderna, os prejuízos ainda estão maiores. Uma enorme quantidade de lixos é descartada todos os dias, como sacos, copos e garrafas de plástico, latas de alumínio, vidros em geral, papéis e papelões, causando a destruição da natureza e a morte de várias espécies animais.

A política de reaproveitamento do lixo ainda é muito fraca, em várias localidades ainda não há coleta seletiva; o que aumenta a poluição, pois vários tipos de lixos tóxicos, como pilhas e baterias são descartados de qualquer forma, levando a absorção dos mesmos pelo solo e a contaminação dos lençóis subterrâneos de água.

É importante que a população seja conscientizada dos males causados pela poluição do meio ambiente, assim como de políticas que revertam tal situação.

E cada um pode cumprir com o seu papel de cidadão, não jogando lixo nas ruas, usando menos produtos descartáveis e evitando sair de carro todos os dias. Se cada um fizer a sua parte o mundo será transformado e as gerações futuras viverão sem riscos.

Por Jussara de Barros
Graduada em Pedagogia
Equipe Brasil Escola

terça-feira, 2 de junho de 2009

2º Congresso de Tecnologia Educacional Aplicada à Sala de Aula



No período de 2 a 4 de junho de 2009 foi realizado o 2º Congresso de Tecnologia Educacional Aplicada à Sala de Aula, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. Os professores do CEF 08 estiveram presente no evento.